Futebol na luta contra o coronavírus

No momento em que diversos campeonatos estão paralisados e partidas foram adiadas, alguns clubes brasileiros reforçaram a luta contra o novo coronavírus (Covid-19). Além de dispensar colaboradores e atletas de diferentes categorias, as estruturas dos centros de treinamentos e até estádios foram colocados à disposição das autoridades de saúde.

Com a medida, os clubes buscam ampliar a rede de atendimento aos pacientes sem necessidade de internação, mas que precisam de tratamento de forma a evitar a sobrecarga de hospitais. Mais de dez clubes integram a iniciativa, são eles:

  • Atlético Paranaense: colocou à disposição do estado do Paraná e do município de Curitiba a Arena da Baixada e o CAT Alfredo Gottardi para realização de vacinação ou tratamento de pacientes.
  • Bahia: cedeu ao governo do Estado o CT Fazendão. A área, que conta com 3 pavilhões com salas e 28 quartos, foi vistoriada pela Secretaria de Saúde da Bahia e foi aprovado para uso em caso de necessidade.
  • Botafogo: a equipe carioca colocou o Estádio Nilton Santos à disposição das autoridades de saúde pelo tempo que for necessário.
  • Ceará: cedeu o CT Dr. Luís Campos – Cidade Vozão ao Estado do Ceará. O clube vai remover os atletas que permanecem no local e disponibilizar as dependências a partir de sábado (21/3).
  • Corinthians: o clube disponibilizou a Arena Corinthians, o CT e o Parque São Jorge para auxílio no enfrentamento à pandemia.
  • CRB: o clube disponibilizou o seu centro de treinamentos ao governo alagoano.
  • Criciúma: o clube catarinense colocou toda a estrutura do seu CT à disposição da prefeitura de Criciúma. O complexo possui apartamentos, refeitório, lavanderia industrial e espaço totalmente cercado.
  • Cruzeiro: disponibilizou os seus dois clubes sociais, o Clube Cruzeiro Pampulha, com 55.000 m², e o Clube Cruzeiro Barro Preto, com 11.000 m², aos órgãos públicos.
  • Fortaleza: disponibilizou a estrutura do Centro de Treinamentos Ribamar Bezerra.
  • Goiás: disponibilizou as dependências do estádio da Serrinha para ser utilizado como local de vacinação contra a gripe, a partir das 8h de segunda-feira (23/3). A vacinação é indicada para facilitar no diagnóstico de coronavírus.
  • Juventude: o clube gaúcho colocou à disposição da prefeitura de Caxias do Sul o ginásio coberto, localizado no centro de treinamentos da equipe.
  • Náutico: toda a estrutura localizada no centro de treinamento da equipe foi colocada à disposição do governo pernambucano, incluindo os leitos, o restaurante e a sala de médicos.
  • Remo: disponibilizou ao governo paraense as sedes Social e Náutica, o ginásio Serra Freire e o Baenão.
  • Santos: o clube disponibilizou toda a sua estrutura para que sejam utilizadas pela Secretaria de Saúde da cidade.
  • São Paulo: Estádio Morumbi e as demais estruturas do clube foram colocadas à disposição.

Além das medidas acima, os clubes vêm utilizando as redes sociais para incentivar seus torcedores a permanecer em casa, mantendo o distanciamento social e, assim, diminuir o alcance do vírus.


*Esta reportagem foi por Tatiani Maciak e revisada por Isla Ramos. As reproduções deste conteúdo devem indicar que a produção é da Agência Maria Boleira e mencionar os nomes da autora e revisora. 

Compartilhe:

Compartilhar em facebook
Facebook
Compartilhar em twitter
Twitter
Compartilhar em whatsapp
WhatsApp
Deixe uma resposta

Veja também

Posts Relacionados

Cheias de bandeiras

A história do futebol tem uma grande reviravolta desde a sua entrada nas casas brasileiras pelos rádios. A sensação de…